Global Português [ Mudar a Região ]

A The Mosaic Company anuncia resultados do segundo trimestre de 2020.

 

A empresa divulga lucros por ação de US$ 0,12 sobre um lucro líquido de US$ 47 milhões 
Lucro por ação ajustado de US$ 0,11 e EBITDA ajustado de US$ 383 milhões

TAMPA, Flórida, 3 de agosto de 2020 – A The Mosaic Company (NYSE: MOS) anunciou um lucro líquido de US$ 47 milhões sobre o resultado do trimestre anterior, um aumento de US$ 280 milhões sobre os resultados do segundo trimestre de 2019, que incluíam um efeito negativo não-caixa de US$ 284 milhões, em razão do fechamento permanente da unidade de produção de fosfatados da empresa em Plant City. A empresa divulgou receitas líquidas de US$ 2,0 bilhões e um aumento de 16% no volume de vendas de produtos acabados, no ano-a-ano. A margem bruta foi de US$ 257 milhões, em comparação com os US$ 227 milhões registrados no mesmo período no ano passado, um aumento de 13%, com melhorias nos custos de produção e fortes volumes de vendas, compensados em parte pela queda nos preços de produtos acabados.  O lucro por ação (LPA) diluído foi de US$ 0,12; LPA(1) ajustado foi de US$ 0,11 e o EBITDA(1) ajustado foi de US$ 383 milhões, ou US$ 353 milhões incluindo ganhos em participações acionárias(2).

“Os resultados da Mosaic neste trimestre refletem o ritmo acelerado da transformação de nossa estrutura de custo, excelente execução em todas as nossas funções das cadeias de produção e de suprimentos e mercados mais fortalecidos”, afirmou Joc O'Rourke, Presidente e CEO.  “Esperamos ter mais avanços em custos nos anos à frente.”

Destaques:

•    Caixa disponível somou US$ 1,1 bilhão em 30 de junho, com a geração de US$ 814 milhões em fluxo de caixa das operações da empresa no trimestre, um aumento de US$ 301 milhões no ano-a-ano, em resultado do crescimento de volume e de nossas medidas de redução de custos, assim como de melhorias no capital de giro.

◦    No segundo trimestre, a empresa reduziu em US$ 500 milhões sua dívida de curto prazo e seus passivos estruturados.
◦    Em julho, a empresa ampliou sua capacidade de US$ 2,0 bilhões para US$ 2,2 bilhões usando o crédito rotativo corporativo, estendendo também o vencimento em um ano, para 18 de novembro de 2022. Atualmente a Mosaic detém uma posição de liquidez de mais de US$ 3 bilhões.
◦    (1)Vide “Medidas Financeiras Não-GAAP” para mais informações e conciliação.
◦    (2) Vide mudança na definição do EBITDA ajustado e sua justificativa mais à frente neste documento.
◦    Durante o segundo trimestre, a empresa recebeu US$ 189 milhões em créditos tributários dentro e fora dos EUA e rescisões de acordos de swaps de taxas de juros.

•    O volume de vendas dos três negócios tanto no primeiro quanto no segundo trimestre foi maior que nos mesmos períodos um ano atrás. 

◦    As condições de plantio agrícola na América do Norte melhoraram significativamente no ano-a-ano.
◦    O volume de vendas de potássio, da ordem de 2,6 milhões de toneladas, foi um recorde trimestral.
◦    A Mosaic Fertilizantes contabilizou o melhor volume de vendas do segundo trimestre já registrado.

•    A empresa continua a boa execução e transformação de sua estrutura de custos, alcançando cinco de suas sete metas de custos para 2021.

◦    Os custos de caixa de potássio para produção de MOP por tonelada, incluindo os custos de gestão de água salobra, foram de US$ 65,  os menores em mais de uma década.  Os custos de caixa, excluindo despesas de gestão de água salobra, foram da ordem de US$ 57 por tonelada, abaixo de nossa meta para 2021, de US$ 62 por tonelada. Os custos de gestão de água salobra também foram reduzidos para US$ 15 milhões no trimestre e US$81 milhões nos últimos dozes mese, em comparação com a meta anual de US$ 85 milhões para 2021.

▪    O transporte de minério de potássio da mina Esterhazy K3 para a unidade de processamento K1 começou no trimestre, representando mais um marco significativo para a transição total de operações subterrâneas nas minas K1 e K2 para a K3.

◦    Em 30 de junho, a Mosaic Fertilizantes obteve economias transformacionais de US$ 42 milhões no acumulado do ano, rumo à sua meta de US$ 50 milhões em 2020. A empresa também alcançou suas metas de custo em reais (R$) para 2021 para mineração de rocha e custo de conversão por tonelada.
◦    A margem bruta de Fosfatados melhorou em US$ 7 por tonelada, ou US$ 12 por tonelada excluindo os custos associados a despesas anteriormente anunciadas relacionadas ao COVID-19 em nossa mina no Peru, apesar da queda de preço no ano-a-ano. Os custos de caixa de mineração, da ordem de US$ 36 por tonelada, ficaram abaixo de nossa meta para 2021, de US$ 39 por tonelada.

•    Foi concluído em tempo recorde o licenciamento para estender a vida útil da mina de fosfato de South Fort Meade em mais quatro anos.
•    A Mosaic apresentou petições buscando direitos compensatórios para os Estados Unidos sobre importações de fertilizantes fosfatados do Marrocos e da Rússia. Essas petições alegam que os produtores de fertilizantes fosfatados no Marrocos e na Rússia recebem subsídios desleais de seus governos, o que resulta em estruturas de custo artificialmente baixas e vantagens competitivas artificiais. A empresa espera que a Comissão de Comércio Internacional dos Estados Unidos anuncie o resultado de sua investigação preliminar de danos em torno de 7 de agosto, assim como que o Departamento de Comércio dos Estados Unidos publique suas conclusões preliminares sobre os subsídios e taxas preliminares em algum momento entre setembro e novembro, esperando ainda que as decisões finais dessas duas agências sejam anunciadas no primeiro trimestre de 2021. 
•    A Ma'aden Wa'ad Al Shamal Phosphate Company (MWSPC), uma subsidiária da Saudi Arabian Mining Company (Ma'aden), na qual a Mosaic tem uma participação de 25%, refinanciou sua dívida de nível de projeto.
 O refinanciamento liberou o último compromisso de contribuição acionária da Mosaic, diferindo ainda o pagamento do principal até 30 de junho de 2022, o que melhora o fluxo de caixa do projeto.
•    Com o impacto continuado da COVID-19 sobre a economia global, a agricultura e a segurança alimentar permanecem sendo prioridades globais, o que reduz o impacto sobre os insumos agrícolas, incluindo fertilizantes e suas cadeias de suprimentos.
•    A resposta da Mosaic à pandemia tem sido eficaz, limitando assim seus impactos sobre suas unidades operacionais, funcionários, cadeia de suprimento e logística.

“Entregamos resultados sólidos, apesar dos baixos preços no mercado para os nossos produtos, demonstrando a resiliência financeira alcançada através de uma ampla gama de melhorias de eficiência, incluindo a redução de custos em toda a empresa em mais de US$ 1 bilhão nos últimos anos.  Além disso, a empresa ruma para a geração de US$ 700 milhões em benefícios de transformação adicionais nos próximos cinco anos em relação à base de 2019.  Isso inclui US$ 200 milhões em economias anteriormente divulgadas pela Mosaic Fertilizantes e esperadas até 2022, e US$ 500 milhões relacionados a ações na América do Norte, incluindo a otimização de ativos previamente anunciada, a realização das metas de custo de 2021, a efetivação das eficiências da Esterhazy K3 e a conclusão das iniciativas de transformação de fosfato NexGen”, afirmou Joc O’Rourke.

Os dispêndios de capital totalizaram US$ 257 milhões no trimestre, abaixo dos US$ 295 registrados no mesmo período do ano anterior.  O caixa total e equivalentes de caixa da Mosaic, excluindo caixa de utilização limitada, totalizaram US$ 1,1 milhão, em comparação com os US$ 402 milhões do ano anterior, sendo que a dívida líquida caiu para US$ 4,1 bilhões ao final do trimestre, em comparação com os US$ 4,5 bilhões registrados em 31 de março de 2020.  

No trimestre, a empresa identificou  um impacto negativo de US$ 8 milhões diretamente atribuível à COVID-19, um reflexo do fechamento temporário obrigatório da mina de fosfato de Miski Mayo, no Peru.  Essa mina já voltou a operar normalmente.